Panfleto

Na história recente do Brasil tivemos uma grande conquista em direção a um país melhor: a Constituição de 1988. Nela estão as leis que foram aprovadas para garantir vários direitos sociais, como o artigo 196 que diz: “A saúde é direito de todos e dever do Estado”. 

Mas, infelizmente ainda existe um enorme abismo entre o que está escrito e a vida real. Os motivos são muitos: descompromissos dos políticos; corrupção; gestores despreparados; subfinanciamento e mau uso de verbas públicas; conselhos de saúde cooptados; investimento apenas em ambulâncias, entre outros.

Para se ter boa saúde são necessários não somente o acesso a serviços de saúde de qualidade, mas também à boa alimentação, moradia com saneamento básico, educação escolar, trabalho digno, segurança, cultura, lazer etc. A Caravana do Cremepe/Simepe vem fazendo desde 2005 um diagnóstico de como está a saúde e as condições de vida da população nos municípios de Pernambuco.

Foram constatados problemas graves e urgentes que vão desde a falta de serviços básicos até o grande número de crianças e adolescentes abusados sexualmente, além da violência doméstica contra a mulher. Estas constatações se traduzem em números: 279 mulheres assassinadas em Pernambuco no ano de 2008, oficialmente. Até fevereiro deste ano, já morreram outras 40 mulheres.

Nesta nova etapa da Caravana voltaremos às cidades com a apresentação do filme “Pela Vida… Pelo tempo” que faz um retrato da exclusão e desestruturação social, que queremos e precisamos transformar. Acreditamos que este também é um dever cidadão das entidades médicas do Estado de Pernambuco!  

CREMEPE – SIMEPE

Convidamos todas(os) interessadas(os) para uma roda coletiva de conversa após a exibição do filme.  

Participe conosco! Diga NÃO à impunidade!

Ligue 100 e denuncie o abuso e a exploração sexual contra menores de idade!

Anúncios

2 comentários em “Panfleto

  1. OLá!
    Gostaríamos de saber se há alguma possibilidade de vocês virem até Serra Talhada para exibir o filme e depois ter um debate. Trabalho numa faculdade e poderia usar um espaço que cabe umas 500 pessoas, seria aberto ao público em geral, seja universitário ou não. Se existe essa possibilidade, se a gente marcasse com antecedência poderíamos junto com a FETAPE e o CECOR trazer o pessoal da zona rural e divulgar em rádio e tudo o mais.
    Creio que se for assim, teríamos que fazer mais de uma sessão para que coubessem todos e permitisse que eles participassem do debate ativamente.
    Além do quê tem muitas escolas também que poderíamos mobilizar.
    Fico aguardando ansiosamente um retorno, Serra Talhada necessita de iniciativas como essa pra tratar de temas tão, tão polêmicos e corriqueiros.
    Obrigada,

    Katherine

  2. Paulo Gomes da SIlva disse:

    Prezados amigos e amigas:

    Quero saber se há possibilidade de trazer vocês até o meu município(Poção-PE)e como poderei ter acesso ao filme para passar para os meus alunos. Atualmente trabalho na U.S.F Nossa Senhora de Fátima,Gravatá dos Gomes,Poção-PE.
    E sou professor de EJA há mais de doze anos.
    Abr@ços!
    ATT: Paulo Gomes da Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s