A Caravana

Durante quatro anos, a Caravana do Cremepe percorreu todos os municípios do Estado de Pernambuco, visando conhecer a realidade e principalmente a necessidade do povo pernambucano, mergulhando em seus sonhos, desejos e esperança de uma vida melhor. Identificamos, primeiramente, um povo com vontade de viver.  

Através de pesquisa realizada nas ruas com a população, a Caravana abordou temas como: coleta de lixo, saneamento, qualidade da água, distribuição de remédios, educação, violência contra mulher, abuso sexual contra crianças e adolescentes, racismo, gastos do município com a saúde, controle social, desemprego, alcoolismo, drogas e distribuição de merenda nas escolas. Além da população, também foram ouvidos prefeitos, secretários de saúde, conselheiros municipais tutelares e de saúde. Paralelamente, tivemos as fiscalizações nos hospitais e nos postos de saúde. 

Dentre os aspectos identificados, alguns foram considerados alarmantes como, por exemplo, o elevado índice de mortalidade infantil, analfabetismo de adultos, falta de saneamento básico, falhas no programa “Bolsa Família”, ausência de campanhas para idosos e pessoas com deficiência, baixa qualidade do ensino público, defasagem salarial dos professores e elevado índice de abuso e exploração sexual infantil. Esse último foi, de fato, algo que mais mexeu com a Caravana.  

Baseada nas experiências e constatações feitas nos municípios do Estado de Pernambuco pela Caravana, as entidades médicas – Cremepe, Simepe, Fenam e CFM decidiram elaborar um filme, que é um misto de ficção e documentário, focando o abuso sexual da criança e do adolescente; analfabetismo de adultos; violência contra mulher; falta de lazer; drogas, má qualidade de assistência médica no interior; falta de tratamento de lixo; trabalho escravo na Zona da Mata; migração e desemprego. 

Caravaneiros, nossa missão então pelas estradas da Zona da Mata será, através da arte-visual, provocar uma reflexão e atitude social nesse espectador x ator de uma realidade próxima e, talvez, anestesiada. Promoveremos também panfletagem, debate, avaliação e entrevistas nas rádios locais. Ao mesmo tempo serão realizadas as fiscalizações nos hospitais e postos de saúde. 

Assista ao Filme Pela Vida… Pelo Tempo clicando aqui

Caravana Cremepe-Simepe.

Um comentário em “A Caravana

  1. Patrícia disse:

    Queridos amigos caravaneiros,

    É com muitas saudades que escrevo essas linhas… Aprendi muito com a Caravana CREMEPE… Principalmente a respeitar o povo que vive à margem do que seria o ideal de vida, talvez seja por isso que me encontro aqui… Juazeiro do Norte, interior do Ceará.
    E vejo a história se repetir como nos municípios visitados em PE: falta estrutura, falta cidadania, resumindo falta o básico para que essas pessoas vivam dignamente. Porém… Os sonhos desse povo sofrido de Juá, pessoas fortes e guerreiras… Me fortalece e me instigar a continuar esse caminho… Lutando por dias melhores… Tentando dá a minha contribuição de ser humano, que por graça de Deus, teve mais oportunidades que eles…Caminho que aprendi a suportar graças à Caravana….

    Bjs e um enorme abraço aos pioneiros desse Projeto belissímo (Ricardo, Miriam, Joane e Otávio)

    Patrícia… uma sempre caravaneira das estradas da vida

    “Corra não pare, não pense demais
    Repare essas velas no cais
    Que a vida é cigana
    É caravana”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s