Insegurança e precariedade no Hospital de Itaparica, em Jatobá

Por Natália Gadelha

Após quatro horas de viagem tensa e muitos buracos no meio do caminho, enfim, a equipe Lilás da Caravana Cremepe – Simepe chegou no município de Jatobá, fronteira com o estado da Bahia. Apesar dos contratempos da estrada, a terça-feira (22/08), foi recompensador  ver tantas paisagens emocionantes do sertão pernambucano.Infelizmente, não se pode dizer o mesmo do cenário visto no Hospital de Itaparica.

 Precariedade e insegurança. Essas são as palavras que definem o Hospital de Itaparica. Estrutura física inadequada, falta de equipamentos, medicamentos vencidos no bloco cirúrgico, carência de enfermeiras, salas mal conservadas, laboratório sem funcionalidade plena e falta de reforço na segurança. Inicialmente construído pela Chesf e repassado para o estado, o hospital hoje está em processo de municipalização. Em relação ao PSF, os caravaneiros constataram boa estrutura física, a existência do projeto NUDE, porém não tem farmácia. Assim, como na maioria dos municípios já visitados, apenas três dias da semana tem médico.

 Debate

 O filme “Pela Vida – Pelo Tempo” foi exibido na Escola Municipal Professora Djanira Dória. O consumo de drogas foi o assunto de maior destaque no durante o debate. Nas entrevistas de rua, as pesquisas sobre a qualidade dos serviços de saúde obteve nota zero.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s