Inferno silencioso

Carnaubeira da Penha: falar sobre crimes é proibido | Foto Salete Hallack

Carnaubeira da Penha – A caravana Cremepe/Simepe chegou nesta segunda-feira (22/08) a Carnaubeira da Penha, cidade localizada no sertão do Estado, com mais de 11 mil habitantes. Distante cerca de 484 quilômetros do Recife, Carnaubeira vive, nas palavras de um morador da cidade, um inferno silencioso. De acordo com ele, a cidade é utilizada como ponto de troca e comércio de drogas, fazendeiros comandam programas com meninas de 12 a 15 anos, o transporte público e de estudantes universitários é feito em caminhões, todo prefeito entra descalço e sai rico e até um policial chegou a afirmar que não confia na sua mão direita. Mesmo assim, os moradores não falam sobre esses assuntos, com medo de represálias.

Carnaubeira tem, na Unidade Mista Argemiro José Torres, a única saída para o socorro imediato à população. São 17 leitos de internamento e, diariamente, de 60 a 80 atendimentos em clínica médica, cirurgia, pediatria e obstetrícia. O hospital tem escala completa até os sábados. Aos domingos, não há médicos ou enfermeiros de plantão. Da mesma forma, a unidade não tem capacidade de atendimento para pacientes com fraturas ou ferimentos mais extensos. O laboratório só funciona de segunda à sexta e o raio X tem potência reduzida com abrangência apenas para pessoas magras. As funcionárias da lavanderia não usam equipamentos de proteção individual, como botas ou luvas.

A cidade tem 27 escolas municipais, distribuídas entre a sede e as áreas indígenas Pankará e Atikun. O alento está na PE-425, que liga Mirandiba a Carnaubeira, em ótimas condições de conservação.

O debate da caravana ocorreu na Escola Municipal Profª Maria Pires Soares, que tem 817 alunos, do pré ao 9º ano e funciona nos três turnos. Há dois anos os alunos não recebem fardamento na escola. Alguns aspectos chamam a atenção na escola, a começar pelos salários dos professores, divididos entre concursados e contratados. Os concursados recebem cerca de R$ 900 mensais. Já os contratados recebem entre R$ 400 e R$ 200 reais. A professora Nivalda – nome fictício – afirmou que os contratados têm que dividir o salário com mais de uma pessoa. De acordo com ela, como os contratos com a prefeitura não podem repetir os nomes anualmente, passam para outros professores, que têm que dividir o salário. São comuns os casos em que um cheque de R$ 600, por exemplo, é dividido por três professores.

Curiosidade – Numa escola com mais de 800 alunos e 200 só da educação infantil, o banheiro masculino tem dois mictórios instalados com mais de um metro de altura do chão o que, de acordo com a professora, faz com que a maioria dos alunos urinem no chão.

De acordo com o médico Luiz Domingues, situações simples como alimentação não recebem o cuidado essencial para atender os alunos da unidade, fazendo com que muitos rejeitem a merenda. Apesar dos problemas pontuais, Dra. Maria Alécio, médica fiscal do Cremepe, destaca as ações positivas com relação ao PSF, muito bem organizados e completos, oferecendo fisioterapeuta, fonoaudiólogo e psicólogo.

Anúncios

3 comentários em “Inferno silencioso

  1. Maria da Paz disse:

    Muito bem,isso fala a realidade de Carnaubeira,a realidades dos cidadães Carnaubeirenses,esquecidos pela soberba dos poderosos!

  2. Francisca Guimarães disse:

    na unidade Mista Argemiro Jose Torres,EMERGENCIA só é atendido se for;;um
    acidente ou tiro.Um idoso de 😯 anos ou um recém-nascido não são atendidos
    depois de 19:00.
    O laboratorio so funciona para quem é do aquario do cara de pamonha(prefeito). Por falar no salário dos Professores, a ex-secretária de Administração Marciana David era uma pé rapada, hoje graças ao salário de nos Prefessores ela é uma das pessoas mais ricas de carnaubeira possui Fazenda com piscina, carros e casas nas cidades circulos vizinhas. Quanto a familia do atual e do ex-prefeito todos estão extremamente ricos graças a prefeitura e os pobres não ver um lazer. Faltou a fiscalização da Creche Girassol (na sede da cidade) as crianças centão no chão por falta de cadeira i mesas, não tem brinquedos educativos, Tv, e outras coisas que entertem as crianças, só tem puramente o prédio, para ter idéia nem água que o primordial não tem!A secretária de Saúde a primeira dama da Cidade Fabricia tem o rei na barriga e faz pouco caso das pessoas, só por que possue em sua casa uma concessionária de carros novos e usados!
    Falando em Inferno silêncioso Carnaubeira já viveu este drama nos anos 70 e 80 quando os grandes chefões comandavam, mas hoje a realidade é diferente, é uma cidade democrática graças ao Cap. Jackson que não mede esforços para que a justiça seja feita com êxito!

    • João disse:

      Realmente Francisca vc tem razão, agente não vê trafico de droga no meio da rua, carnaubeira realmente é outra graças ao Cap. Jackson esse realmente é um cidadão!
      E quanto a saúde realmente é precária!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s